페이지 이미지
PDF
ePub

APRESENTADO

| AD FICE-PRESIDENTE DA REPUBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRAZIL

[merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][graphic][subsumed][merged small][ocr errors][ocr errors][merged small][merged small][ocr errors]

SA Doc 5938.1

Hervar' Colege Library

Dic. 15, 1915.

Gili
The Birazilian Govt.h. Iunt.

JUL - ? 1916

Senhor Vice-Presidente.

I

WOMEADO Ministro de Estado das Relações Exteriores por

decreto de 26 de outubro do anno proximo passado, venho dar-vos conta dos negocios que tcem corrido por esta Repartição.

REVOLTA DA ESQUADRA

A revolta da esquadra, que começou neste porto a 6 de setembro do anno proximo passado e terminou no dia 13 de março do corrente, provocou a acção dos commandantes das forças navaes estrangeiras e dos respectivos agentes diplomaticos. Interessa por esse lado ao Ministerio das Relações Exteriores.

A sorpreza de tão grave acontecimento não vos impediu de attender logo á urgencia de aviso aquelles agentes, quasi todos residentes em Petropolis. O Sr. João Felippe Pereira, então Ministro das Relações Exteriores, cumpriu promptamente a vossa determinação a esse respeito he em seguida, ainda em virtude de ordem, convidou para uma

conferencia comvosco aquelles agentes que aqui tinham forças navaes on proximamente as teriam.

Esse convite não foi aceito.

A urgente necessidade de defeza obrigou-vos a ordenar a construcção de algumas baterias em pontos elevados desta cidade.

Os Representantes da Inglaterra, Italia, Portugal e França, considerando que a existencia dessas baterias tiraria á capital o seu caracter de cidade aberta, lembrarão em conferencia de 14 de setembro ao meu predecessor a conveniencia de serem ellas retiradas.

Respondeu-se-lhes em conferencia do dia seguinte que tinheis ordenado a construcção das baterias somente no dia 12, por con-u! cluirdes da impassibilidade dos navios de guerra estrangeiros diante do bombardeamento de Niteroy e de varios pontos desta capital que os commandantes consideravão as duas cidades como fortificadas, que não podieis acceder ao convite pelas razões então expostas, mas que as baterias não provocarião hostilidades da parte da esquadra revoltada.

Essa resolução foi aceita como sufficiente.

Em conferencia de 25 os mesmos representantes e mais o da Allemanha dicerão que vião com prazer a abstenção das baterias e prometterão dec'arar ao Sr. Mello que não devia fazer fogo sobre a alfandega, como se receiava.

Não obstante essa promessa, no mesmo dia 25, sem a menor provocação e com o falso pretexto de que naquelle estabelecimento se preparavão torpedos, sobre elle atirou o chefe da revolta.

Em conferencia de 2 de outubro os mesmos representantes, menos o da Allemanha e mais o dos Estados Unidos da America, entregárão uma nota destinada a communicar que os commandantes das respectivas forças navaes tinhão declarado ao Sr. Custodio José de Mello a resolução de se opporem, si fosse necessario, pela força, a todas as suas emprezas contra esta cidade. Pedirão ao mesmo tempo ao Governo da Republica que lhe tirasse todo pretexto de hostilidade.

Annuistes a esse convite, como era natural.

Assim ficou entendido que esta capital, considerada cidade aberta, não devia ser e não seria hostilisada pelos revoltosos; e assim se iniciou, na extensão admittida pelo direito internacional, a intervenção da força e da diplomacia estrangeira em beneficio não só dos nacionaes, mas tambem e principalmente dos estrangeiros.

A vizinha cidade de Niteroy ficou implicitamente excluida da intimação feita ao chefe da revolta, ao que parece, pela circumstancia

« 이전계속 »